Você é do tipo de pessoa que sonha em ter uma receita recorrente com a monetização de conteúdo? Então é bem provável que o YouTube seja uma das plataformas que mais chame a sua atenção, não é mesmo?

A plataforma de vídeos do Google que hoje é uma das Redes Sociais mais importantes do planeta, é uma das principais fontes de renda para uma série de produtores de conteúdo e digital influencers.

Mas, como conseguir uma boa renda com a monetização do YouTube? Seria ele a única e mais importante maneira de capitalizar o seu conhecimento na rede mundial de computadores?

É sobre isso que vou te falar a seguir, me acompanhe e se surpreenda com alguns dos segredos que você descobrirá, se acompanhar esse post até o final.

Infoprodutos de sucesso: você sabe como funciona a monetização do YouTube?

Talvez você já tenha criado uma poderosa vídeo aula e disponibilizou no YouTube. Ela está sendo bem acessada, mas você não recebeu um mísero centavo que seja, por isso.

Se você não tem o número de inscritos de um Whindersson Nunes, ou de um Felipe Neto, não se preocupe: isso é normal.

É preciso, antes de mais nada, que você entenda como funciona a monetização do YouTube. Em linhas gerais, é preciso que você siga alguns padrões. Vale dizer que a forma como o algoritmo do YouTube funciona ainda não é totalmente conhecida. Contudo, há algumas boas práticas na produção de conteúdo para a plataforma, que você pode seguir, como por exemplo:

·         Ter um bom engajamento com os usuários, como por exemplo, comentários, likes, compartilhamentos do vídeo, etc.;

·         Produzir conteúdo de qualidade;

·         Fazer um conteúdo de material valioso para o seu público, utilizando o YouTube Analytics para compreender as preferências das pessoas;

·         Chegar no mínimo em 1.000 inscritos para se inscrever no Partner Program e assim, monetizar suas visualizações;

·         Atingir no mínimo 4 mil horas de visualização nos últimos 12 meses;

·         Sempre produzir conteúdo levando em conta as diretrizes da plataforma;

·         Investir na otimização do conteúdo, com o uso de técnicas de SEO para vídeos.

A questão de ter poucos inscritos no canal e poucos seguidores nas redes sociais, gera uma certa frustração naqueles que estão em busca de lançar um infoproduto de sucesso e gerar renda com conteúdo.

Afinal, sabemos que o YouTube ganha MUITO dinheiro com publicidade na plataforma, sendo que o produtor ganha apenas uma “migalha” deste valor.

Exatamente por isso, muitos empreendedores digitais questionam se de fato, é possível faturar mais, por meio de ferramentas alternativas ao YouTube, por exemplo.

Quer saber a resposta? Acompanhe o tópico seguinte.

E se eu tiver minha própria plataforma?

Imagine agora, se você, como infoprodutor tiver uma plataforma própria, onde seja possível publicar o seu conteúdo e cobrar um determinado valor por isso?

Com certeza, o faturamento tem tudo para ser maior, não é mesmo?

Mas, qual seria essa opção? Ela já existe? Com a  Plyr.me, isso já é possível. Com ela, é possível monetizar desde vídeos, seja do Vimeo, seja do Youtube, até PDF’s, áudios e textos em geral.

Cansado (a) de depender unicamente do algoritmo do YouTube para monetizar seu conteúdo? De precisar de milhões de seguidores para ter uma receita recorrente que pague suas contas?Então clique aqui e conheça o Plyr.me.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *